quarta-feira, 4 de abril de 2012

Quem é responsável pela educação das crianças?



A educação da criança é algo muito discutido e comentado, tanto nas redes de ensino, reuniões de pedagogia e na câmara do senado. Um assunto muito levantado, pois através dele é que a sociedade tem uma breve noção da formação do novo individuo na vivencia comunitária.

De fato, a educação é em primeiro lugar responsabilidade dos pais ou tutores. A intervenção deles deve ser intensa e positiva para a criança, dando-lhes os devidos princípios de respeito ao próximo e à diversidade. É também de responsabilidade dos pais dar-lhes a assistência e atenção, de maneira que conheçam os meios básicos de alfabetização, de qualidade de vida, responsabilidade e conhecimento de si mesmo.


Para a educação e formação da criança, também é fundamental a visão dos educadores, de tal maneira que seja passada para a criança os primeiros passos para a vida e socialização em grupo, também deve ser ensinado com maior atenção e zelo os ensinamentos literários, éticos e históricos, também a realização de dinâmicas em grupos que impulsionem o conhecimento coletivo e a partilha de interesse com os demais.



Os órgãos públicos que tem a responsabilidade de atender as necessidades da sociedade terão participação na educação da criança, como alguns órgãos competentes voltados à criança e ao adolescente que tem nos auxiliado muito, como o Conselho Tutelar, Secretaria da Educação e o Ministério da Educação. Esses órgãos são voltados à necessidade dos pais e das crianças para a defesa e auxílio da criança caso sofra algum tipo de violação de seus direitos, dando mais atenção ao indivíduo que está se formando para atuar em nossa sociedade de maneira definitiva.

Como acabamos de ver, não é só dos pais a responsabilidade sobre a educação e a formação da criança no meio social, mas também dos educadores e mentores escolares, sobretudo deve-se sempre ter ciência que a guarda dos órgãos responsáveis pela criança está a disposição da família e principalmente do interesse da criança. Mas lembre-se do perigo da superproteção que não deve ser usada de maneira desenfreada e nociva pelos Pais e Mestres, a impunidade deve ser sempre combatida para que a criança não tenha a consciência de superproteção e imunidade de deveres e a fazeres. Usados com moderação, os direitos da criança na sua educação e formação serão algo muito plausível para a sociedade e a comunidade onde esses jovens indivíduos vão atuar.

2 comentários:

lilian on 5 de abril de 2012 23:01 disse...

Essa é uma pergunta que sempre me trouxe medo, antes mesmo de ser mãe. Penso que educar nunca foi tarefa fácil, mas uma coisa sempre falo, temos que ser uma boa referência em todos os aspectos, esse é o primeiro e importante passo e demonstrar muito amor.
Beijos.

Kits e Gifts on 22 de abril de 2012 09:50 disse...

Com certeza Lilian, em poucas palavras você consegui ser bem objetiva. temos sim que ser como um espelho do bem, para nossos filhos, pois tudo que for feito seus filhos farão igual!! =] Beijos

Postar um comentário

 

Kits e Gifts Copyright © 2009 Flower Garden is Designed by Ipietoon for Tadpole's Notez Flower Image by Dapino